<<<    Que o ano de  2011  venha ser cheio  de   V I D A    >>>  

  

No dia dos Santos inocentes

 

Esta foto é bem significativa para o dia de hoje,  quando a Igreja faz memória dos Santos Inocentes, aquelas crianças até dois anos assassinadas por uma ordem do Rei Herodes.

O PT é o único partido no Brasil que assumiu ser abortista e trabalhar pela legalização do aborto no nosso país, como tem procurado fazer de várias maneiras. Mesmo assim, teve o apoio escandaloso  da Canção Nova, Bispos, Padres, Religiosos e Religiosas, como tão bem podemos ver aqui. E a cena mostra de maneira clara e inequívoca o tamanho desta contradição. Como é triste, está acontecendo  dentro do Santuário da nossa Mãe Aparecida.

Dois meses depois, temos esta declaração de uma das  novas ministras   da Dilma:

– “Não vejo como obrigar alguém a ter um filho que ela não se sente em condições de ter. Ninguém defende o aborto, é respeitar uma decisão que, individualmente, a mulher venha a tomar.”

Essa é a posição pessoal declarada ontem  pela atual deputada federal pelo PT do Espírito Santo e futura ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes, 54 anos.

Outra futura ministra da Dilma, a  dos Direitos Humanos – Maria do Rosário –  em entrevista  dada no dia 18 de Dezembro,   disse que implantará o PNDH-3 como ele está. Ou seja, aborto, legalização da prostituição, perseguição religiosa, “casamento” homossexual, e mais 510 aberrações!

Alguém esperava ser diferente?!

Teremos muito o que fazer pela Defesa da Vida contra as políticas abortistas do PT, para que a Dilma não venha se tornar no Herodes do nosso tempo. 

Se depender da parte da nossa Igreja apodrecida, ela será, comos vimos nestas últimas eleições.

Ernesto Peres de Mendonça 

 PT – Grifado em vermelho por conta do sangue derramado dos nascituros abortados. O PT quer legalizar o crime, esse assassinato de inocentes indefesos, mesmo sabendo que o povo brasileiro é completamente contra o aborto em mais de 85%, na sua imensa maioria.

 

Não havia um lugar para eles !!!

 

 Não havia um lugar para eles naquela noite. A cidade é Belém – que quer dizer em hebraico << Casa do Pão >>. Está cheia, num grande movimento de pessoas  por conta de um recenseamento. Ela está grávida. Virgem e  grávida !!! É   o grande  sinal profetizado por  Isaías, tão esperado e  que se cumpri  nesta noite única.  O  seu filho esta por nascer e mesmo assim, não há lugar para eles.

Sobre este filho, as palavras do profeta  Isaías são claras: << um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado; tem a soberania sobre os seus ombros, e o seu nome é: Conselheiro-Admirável, Deus herói, Pai-Eterno, Príncipe da paz. Dilatará o seu domínio com uma paz sem limites, sobre o trono de David e sobre o seu reino. Ele o estabelecerá e o consolidará com o direito e com a justiça, desde agora e para sempre. Assim fará o amor ardente do SENHOR do universo >>. E mesmo assim não O receberam.

Hoje, passados  2010 anos desde esta primeira noite do natal, nosso mundo ainda continua sem um lugar para Eles. Há um grande movimento nas ruas de vai e vem de pessoas, pior até do que aquele em Belém.  As pessoas dizem ser por conta da festa deste aniversariante tão ilustre. E por mais  absurdo que possa parecer, mesmo celebrando a  festa do seu aniversário, elas  continuam sem  terem um lugar para Ele. 

Justamente para Ele que  veio  para resgatar a dignidade e o lugar de cada pessoa, de cada ser humano  dentro da obra da criação de Deus Pai. Ele que veio para nos colocar no nosso devido lugar. Para nos resgatar de todos os nossos desvios e perdas pessoais;  ao invés de ser acolhido,  acaba não sendo nem recebido e nem reconhecido  pelos seus. Como não foi naquela noite em Belém.

Quanto mais as pessoas deixam de reconhecer e acolher  o Jesus  que vem para cada um de nós desde o primeiro natal, tanto mais o nosso mundo vai ficando sem lugar.  

No nosso mundo de hoje, muitos dizem não há lugar nem mesmo para  os  nascituros no ventre de suas  mães! Que fazem a opção de deixarem  de ser mães,  para se tornarem nas assassinas  dos seus próprios filhos, com o ato  criminoso e hediondo do aborto.

Um mundo assim, onde chegamos ao máximo da violência humana, onde até   o útero se torna num campo de extermínio, não pode ser um mundo que diz  querer cuidar dos direitos humanos! Não pode ser um mundo projetado para se ter paz! O aborto é o extremo da violência humana contra  inocentes indefesos. O aborto e a paz jamais andarão juntos.

 E tanto mais ficamos sem  acolher Jesus do Natal dentro dos nossos corações, mais o nosso mundo vai ficando  sem lugar.

Ficamos sem lugar para a família! Sem lugar para a paternidade responsável! Sem lugar para o homem  e a mulher! Sem lugar para o masculino e o feminino! E é claro sem tudo isso, ficamos sem  lugar para a sustenção da VIDA HUMANA!  

E justamente Jesus veio para isso, para nos trazer Vida e Vida em abundância. Melhor ainda, veio para ser e nos comunicar  Vida plena.

Que possamos ter no nosso coração um lugar para acolher Jesus Cristo, o Senhor da Vida, que nasceu no Natal para ficar conosco.

Ernesto Peres de Mendonça  

  

A Nossa Mensagem é a VIDA !!!

 

Nossa Entrevista: Dom Luiz Gonzaga Bergonzini

  

Dom Luiz Gonzaga Bergonzini, Bispo de Guarulhos  teve uma participação nas eleições  muito importante; ele se levantou como  uma voz  firme e segura na defesa da vida, inclusive denunciando todas as ações abortistas do PT e orientando os católicos e pessoas de boa vontade a não votarem na Dilma. O seu posicionamento claro e toda a sua  luta fez com que aumentassem a credibilidade das pessoas na Igreja Católica. Agora no último dia 19 lançou na sua Diocese  projeto de lei  estadual de iniciativa popular para garantir direito à vida desde a fecundação. Esta na lista das 100 personalidades mais importantes do Ano de 2010 indicada pela revista ÉPOCA. Gentilmente pode nos conceder esta entrevista:

Família de Deus:  O que o sr. espera do Governo da Dilma Roussef?

Dom Luiz Gonzaga: Só Deus sabe o que acontecerá nesse governo. Lula quer mandar nela e no governo. É uma incógnita.  Pode ser repetida a história de Maluf com Pita.  Os brasileiros pagarão muito caro se isso acontecer. Os católicos rezam pelas autoridades constituídas, para que sempre decidam em favor do bem comum.

Família de Deus:  Com que rosto o sr. acha que  ela vai governar: com aquele, onde ela pede a despenalização do aborto já, como  podemos ver registrado em tantas entrevistas; ou a do rosto que ela usou no segundo turno, dizendo ser a favor da vida e se “comprometendo”  a  não mexer na questão do aborto?

Dom Luiz Gonzaga: No final da eleição, ela se declarou devota de N.Sa.Aparecida, mas ela nunca disse que vetaria a liberação do aborto. Espero que, como devota de Nossa Senhora, ela governe com um coração de Mãe Amantíssima. E que permaneça,  todos os dias, com o pensamento em Nossa Senhora Imaculada Conceição, mãe de Jesus, o Redentor dos Homens. E lembre-se que N.Sra. Imaculada Conceição e São José fugiram para proteger Jesus da morte. Espero que ela também fuja de antigas convicções e proteja a vida nascente dos futuros brasileirinhos, desde o momento da fecundação.

Família de Deus:  Como o sr. vê o ano 2011 para todos aqueles que lutam pela defesa da vida?

Dom Luiz Gonzaga: O ano de 2011 será um ano de vitórias.  A cultura da morte não pode prevalecer sobre a dádiva Divina da Vida.  O povo brasileiro precisa somente de esclarecimento.  A enquete do Diário de São Paulo, do dia 20.12.2010 mostrou que 68% assinarão o projeto de emenda à Constituição de São Paulo para proteger a vida, desde a fecundação. Os outros 32% se disseram contra porque não sabem que a vida começa na fecundação. Precisamos esclarecer essa parcela da população, para que todos sejam a favor da vida.  O bispo de Limoeiro do Norte, no Ceará, Dom Manuel Edmilson da Cruz, mostrou quanta imoralidade existe entre o aumento exorbitante dos salários dos membros dos governos e dos legislativos e as migalhas oferecidas aos aposentados e aos beneficiados com o bolsa-família. A Igreja Católica mostrou que é necessário restabelecer a moral. Nem tudo que é legal é moral.

Família de Deus: O que vivemos nestas eleições  podemos dizer que a Igreja no Brasil esta dividida, esta em crise? Como ajudá-la?

Dom Luiz Gonzaga: A Igreja Católica não está dividida.  Pouquíssimos membros da Igreja estão equivocados e não seguem a orientação do Papa Bento XVI.  Querem fazer política partidária em vez de evangelização. O Papa Bento XVI vem alertando, há muito tempo, sobre o relativismo e o secularismo.

Família de Deus: Podemos ver no episódio envolvendo Chalita, Canção Nova e Cia durante a Campanha Eleitoral sinais de fracasso da Renovação Carismática Católica no Brasil?

Dom Luiz Gonzaga: Dom Beni está lá orientando a Canção Nova e a Renovação Carismática. O Monsenhor Jonas Abib é um homem de oração.  O episódio Chalita foi um acidente de percurso, gerado por ambições e vaidades pessoais.  A Igreja Católica é muito maior que essas questiúnculas. Não existe fracasso na Igreja Católica.  Jesus Cristo é vitória!

Família de Deus:  O que o deixa mais triste e mais feliz como Bispo da Igreja Católica?

Dom Luiz Gonzaga: Nada me deixa triste. A vida sacerdotal, para mim, sempre foi feliz, pois me dediquei, exclusivamente, a ela.  Este ano foi muito feliz, pois conseguimos esclarecer uma grande parte da população sobre o aborto. O Evangelho da Vida foi vencedor.

Família de Deus: O que o sr. falaria para um jovem que se sente chamado para o Sacerdócio?

Dom Luiz Gonzaga: Os jovens não precisam ter medo ou preconceito contra o sacerdócio. Estou na Igreja desde os meus dez anos e meio de idade.  Os jovens que receberem o chamado de Deus podem aceitar.  Se foram escolhidos por Deus,  eles terão a companhia Dele por toda a vida. O Papa Bento XVI realçou a beleza do sacerdócio, ontem, 21.12.2010, dizendo o seguinte: 

“Como é belo poder estar, com a força do Senhor, junto dos homens nas suas alegrias e sofrimentos, tanto nas horas importantes como nas horas negras da existência; como é belo ter na vida por missão não esta pessoa ou aquela, mas pura e simplesmente o ser mesmo do homem, procurando ajudar para que se abra a Deus e viva a partir de Deus.” 

 Família de Deus: O que ficou para o sr. do ANO SACERDOTAL?

Dom Luiz Gonzaga: A esperança de que muitos jovens venham para o sacerdócio. O Papa Bento XVI explicou a missão sacerdotal, na Meditação sobre o Ministério Sacerdotal, em 14.04.2010: 

 “Portanto, o sacerdote que age in persona Christi Capitis e em representação do Senhor; não age nunca em nome de um ausente, mas na própria pessoa de Cristo Ressuscitado, que se faz presente com sua ação realmente eficaz. Age realmente e realiza o que o sacerdote, como simples homem,  não poderia fazer: a consagração do vinho e do pão, para que sejam realmente presença do Senhor, a absolvição dos pecados. O Senhor faz presente sua própria ação na pessoa que realiza estes gestos.  Estas três funções do sacerdote – que a Tradição identificou nas diferentes palavras de missão do Senhor: ensinar, santificar e governar -, em sua distinção e profunda unidade, são uma especificação desta representação eficaz. Estas são, na verdade, as três ações do Cristo ressuscitado, o mesmo que hoje, na Igreja e no mundo, ensina e, assim, cria fé, reúne seu povo, cria presença da verdade e constrói realmente a comunhão da Igreja universal, santifica e guia.”

Família de Deus: Agradecemos muito as suas palavras e carinho conosco.  Fique à vontade para encerrar esta entrevista com o que o sr. quiser nos falar como Pastor da  nossa Igreja.

Dom Luiz Gonzaga: O Natal é a festa do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo. Exorto a todos para que se lembrem disso e tenham Jesus Cristo no coração. Que Maria, a Mãe Imaculada, e  São José  intercedam junto a Jesus Cristo para que Ele abençoe todas as famílias brasileiras. E desejo a todos os brasileiros e brasileiras um Santo Natal!

 Deus os abençoe !

 

 

 

O Evangelho da Vida está no centro da mensagem de Jesus. Amorosamente acolhido cada dia pela Igreja, há de ser fiel e corajosamente anunciado como boa nova aos homens de todos os tempos e culturas. Na aurora da salvação, é proclamado como feliz notícia o nascimento de um menino: « Anuncio-vos uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje, na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias, Senhor » (Lc 2, 10-11). O motivo imediato que faz irradiar esta « grande alegria » é, sem dúvida, o nascimento do Salvador; mas, no Natal, manifesta-se também o sentido pleno de todo o nascimento humano, pelo que a alegria messiânica se revela fundamento e plenitude da alegria por cada criança que nasce (cf. Jo 16, 21). Ao apresentar o núcleo central da sua missão redentora, Jesus diz: « Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância » (Jo 10, 10). Ele fala daquela vida « nova » e « eterna » que consiste na comunhão com o Pai, à qual todo o homem é gratuitamente chamado no Filho, por obra do Espírito Santificador. Mas é precisamente em tal « vida » que todos os aspectos e momentos da vida do homem adquirem pleno significado.

JOÃO PAULO II  –  EVANGELIUM VITAE