A nossa Igreja no lixo !

 

Às vésperas das eleições presidenciais,  chegamos ao  extremo de ver o Papa Bento XVI pedir um engajamento maior e mais decisivo dos seus Bispos  do Brasil em favor da defesa da Vida e contra a legalização do aborto no nosso país. Seu apelo virou manchete em todos os jornais:

 

 

Uma cobrança  clara de Bento XVI  diante da omissão de muitos dos nossos Padres, Bispos e Arcebispos que se calaram diante da realidade do PT trabalhar pela legalização da aborto no Brasil.

E como se não bastasse  só esse silêncio e  omissão por  parte da nossa Igreja,  ainda tivemos aqueles  Bispos e Sacerdotes que vieram com a ousadia de darem o seu apoio ao PTcomo fez, por exemplo,  Dom Luiz Carlos Eccel, então Bispo de Caçador, município de Santa Catarina:

 

 

Um escárnio: no dia seguinte ao pedido do Papa, ele  fez exatamente o contrário. Suas palavras e declarações de apoio à Dilma e ao PT  jogaram no lixo  o Magistério da Igreja.  Jogaram esgoto abaixo seu compromisso de  fidelidade, comunhão e unidade  com  Bento XVI.

Como vimos tantos outros Padres e Bispos fazerem, dividindo a nossa Igreja. Bispo se levantando  contra Bispo. Padre contra Padre. Muitos chegaram ao ponto de dizer  que o documento  << Apelos aos Brasileiros e Brasileiras do Reginal Sul-1 da CNBB >>  era falso. 

 

 

Um absurdo! 

Padres e Bispos se levantarem contra a autenticidade deste documento, onde as declarações sobre as ações do PT para a legalização do aborto no Brasil são verdadeiras e bem fundamendatas e nenhuma delas desconhecidas pelas nossas autoridades eclesiais.

 O  Padre, o Bispo e  a pastoral que for, que disse  que este documento era falso, preferiu jogar no lixo  o Evangelho de Jesus Cristo. Quem  não trabalhou pela divulgação e  até mesmo impediu a sua distribuição,  ou quem achou melhor ignorá-lo não esta com a Igreja e  se contrapoe ao seu Magistério.  São  Padres e  Bispos  inteiramente dispensáveis da vida da Igreja, uma vez que não estão em  comunhão com o Papa.  Estão na Igreja, mas não são da Igreja e nem atuam como Igreja.

 

É muito triste dizer isto: 

muitos Padres e Bispos estão jogando a  nossa   Igreja no lixo! 

 

Como pudemos ver nestas eleições em tantos exemplos lamentáveis:

Como um Bispo agindo na sua condição de Bispo pode  se levantar contra outro Bispo?  Falo da afronta  que Dom Demétrio, Bispo de Jales,  fez ao seu  irmão de Bispado, Dom  Luiz  Gonzaga Bergonzini por este ter se posicionado de uma maneira  clara e acertiva  em defesa da vida e contra as ações abortistas do PT.    Mais do que um ataque pessoal a Dom Luiz, foi um ataque ao Evangelho, ao Magistério. Um ataque à nossa Mãe Igreja, jogando-a no lixo.  Uma conduta inaceitável para quem é Bispo. Como um Bispo da Igreja Católica pode vir à público atacar outro Bispo com o intuito de defender um Partido Abortista? Uma vergonha! Um Bispo assim não faz parte da Verdadeira Igreja Católica, esta na Igreja, mas não é Igreja.  Condutas como esta,  fazem  com que  a verdadeira Igreja de Jesus Cristo  seja jogada no lixo do relativismo e da dessacralização, como estamos vendo acontecer no mundo inteiro. 

Como se não bastasse esta parte apodrecida da Igreja do Brasil  vinda da falsa teologia da libertação, ainda fomos surpreendidos por novos inimigos, que ao invés de se levantarem como Testemunhas de Cristo, acabaram se tornando em traidores do Evangelho da Vida, como pudermos ver acontecer com a Canção Nova, nas ações protagonizadas pelo Chalita, Eto e  Cia, e  de todos aqueles seus membros que se omitiram e deixaram a CN  – mesmo sendo  um gigantesco complexo de comunicação católica –  silenciar a voz pela defesa da vida e dar apoio e acolhida ao PT.  Num ato inimaginável  e escândaloso  que acaba atingindo a já desfigurada e tão combalida  Renovação Carismática Católica no Brasil.

Ainda temos  o triste episódio  dos três  orgãos da CNBB que assinam um manifesto de apoio à integralidade e implementação imediata  do PNDH-3 do PT, como  esta no site: www.pndh3.com.br/sobre.   A Pastoral da Terra, com a presidência de  Dom Ladislau Biernaski;  o  CIMI – Conselho Indigenista Missionário, com  Dom Erwin; e a Comissão Justiça e Paz de SP, representada por Padres e Religiosas.

Até hoje os Bispos e autoridades eclesiais  responsáveis por estes orgãos, bem como o secretariado do CNBB não responderam a nenhum dos nossos emails pedindo a retirada dos seus nomes  deste abaixo assinado pró aborto e de todas as outras aberrações contidas  no PNDH-3. Mais uma vez, estamos diante das ações  que estão sendo feitas contra a nossa Igreja e  contra o seu Magistério, vinda dos seus próprios Padres e Bispos.

Depois de todas as graças recebidas no  Ano Sacerdotal: <<  Fidelidade de Cristo, Fidelidade do Sacerdote >>, nossa Igreja não permanecerá assim do mesmo  jeito, não ficará mais sendo jogada no lixo como estamos vendo acontecer em tantos casos.   Não haverá mais espaço para a atuação de Padres e Bispos infiéis. A última palavra na Igreja ficará com os seus Santos, com aqueles que se levantarem  como Testemunhas de Cristo, como os verdadeiros anunciadores do Evangelho.

Vem Senhor Jesus socorrer a tua Igreja no Brasil !!! 

obs: o grifo do PT em vermelho  é para lembrar o sangue derramado de todos os nascituros assassinados nos abortos.

Ernesto Peres de Mendonça – Comunidade Família de Deus

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: