O PT e a ditadura do aborto – Semana Nacional da Vida !

No Brasil o PT trabalha pela legalização do aborto. Já se tornou um partido assumidamente abortista . De  forma   sistemática, tem procurado aprovar a descriminalização do aborto no nosso país, mesmo sabendo que mais de 80% do povo brasileiro é contra o aborto. Isso já não é uma ditadura?!  

A proposta do PT em querer legalizar o aborto, como por exemplo no PNDH-3 (Plano Nacional dos Direitos Humanos, assinado inclusive pelo Presidente Lula e a Dilma Rousseff) e o outro documento chamado << Consenso de Brasilía) >>, entre tantas outras ações, tem sido apresentada como um direito a ser conquistado pelas nossas mulheres, como um avanço social importante. E assim, quase que candidamente, a prática do aborto agora esta sendo transformado em direito, em conquista, em avanço da cidadania.

Se nos manifestamos a favor do aborto, estamos avançando. Se nos posicionamos contra, somos atrasados, nos baseamos em conceitos religiosos em desuso ou sem a menor validade (?!) Somos quase expostos ao ridículo, onde toda opinião contra o aborto parece não ter nenhuma sustentação, nenhum embasamento, nenhum sentido ou valor. Já se falou até em autoritarismo religioso. Defendemos o valor da vida e somos chamados de autoritários por causa disso… Se não há mais o espaço para se falar  livremente contra o aborto, caímos de novo em algum tipo de ditadura, perdemos a verdadeira identidade da democracia  e nossas leis ou projetos de leis terão um ranço de arbítrio, um quê de despotismo. E ai sim, vamos  encontrar  o verdadeiro autoritarismo.

 É o que pode acontecer com todas as iniciativas do PT  pela despenalização do aborto, caso não seja dado o mesmo tratamento, o mesmo espaço e a mesma abertura para toda opinião contrária. Caso não se descuta ampla e democraticamente o assunto.

 O aborto, por si só, já é uma ditadura – a maior ditadura  imposta sobre o ser humano! A prática do aborto não dá nenhuma oportunidade de defesa, não dá nenhum direito para aquele vida nascente que se deseja abortar. Aquela vida esta irremediavelmente condenada, sem chances de coisa alguma. Fica difícil não se enxergar  a arbitrariedade e o autoritarismo nesta situação. E como é difícil entender  que pessoas que se dizem ser pela  democracia aceitem e concordem com o aborto. O aborto acaba com a verdadeira democracia da vida. O aborto é a ditadura mais dura, mais vergonhosa e mais implacável que podemos exercer contra vida. A prática do aborto é uma pena de morte decretada para inocentes. É uma execução sumária. Nada pode ser mais antidemocrático do que a proposta de uma lei dessa natureza.

Uma lei que venha dar o direito de alguém matar uma vida não pode nunca ser considerada como um avanço da cidadania. Matar não é avanço de nada. Matar não pode se constituir um direito. Matar não pode ser entendido  como uma conquista. Aceitar o aborto é assinar uma lei que nos leva a matar seres humanos. O cidadão que não sabe reconhecer o valor soberano e inviolável da vida, já não está sabendo fazer valer a sua cidadania. A prática do aborto precisa ser vista como um ato de violência contra a vida, comparado a outros atos hediondos, como por exemplo,  queimar um ônibus com seus passageiros dentro. Matar uma criança dentro de uma escola com um tiro à queima roupa. O ato de bárbarie contra a vida  humana é o mesmo. Muda o cenário. Mudam as circunstâncias. Não é a criança de 1 ano que é queimada viva nos braços da mãe por traficantes,como já vimos acontecer  no Rio de Janeiro. Não é um aluno de 8 anos morto por um tiro de revólver dentro de uma escola.  Mas é o nascituro que vai ser morto pela sua própria mãe. No aborto,  a  mãe deixará de ser mãe, para se tornar  a executora dos seus próprios filhos. O seu  ventre deixará de ser um lugar de geração da vida, para se tornar num lugar de morte, de  extermínio  e  de assassinato.  Não podemos legalizar a violência. Não podemos concordar com nada que venha ser feito para impedir  o direto à vida.

Matar não pode ser solução em nenhuma hipótese. Não podemos nos tornar uma sociedade permissiva, que aceite a violência do aborto. O Partido, como o PT,  que concorda e trabalha pela  despenalização do aborto, é um Partido (e Governo) que esta dizendo sim para a violência, e aceita a violência como uma solução. Ao invés do    avanço da   cidadania, com a despenalização do aborto,  estaremos indo para trás, estaremos tirando o primeiro direito de toda pessoa: o direito à vida. Nos tornaremos tiranos de cada vida abortada.

Ainda temos que levar em conta o estado de colapso que se encontra a saúde pública do nosso país. Existem postos de atendimento que não tem nem esparadrapo, como falar em abortos gratuítos? Se tornaria uma grande irresponsabilidade jogarmos essa idéia falsa nas costas do nosso povo, como a Dilma Rousseff diz em seus discursos  que o aborto é um caso de saúde pública. Que mentira deslavada. No fim das contas o aborto se tornaria em mais um  agravante na já caótica e combalida saúde pública do nossos municípios. O aborto   não   pode ser  apresentado  e nem acolhido  como uma solução, como  um bem social.

Antes de nos mobilizarmos em favor do aborto, por que não nos mobilizarmos  contra a violência?  Ao invés da mobilização em favor da morte de inocentes, por que não buscarmos um caminho de defesa  e de  reconhecimento que a vida é um dom inviolável? Por que não trabalharmos mais por uma cultura de paz ?!

Ao invés das leis de morte, nós queremos leis da vida.   No lugar da legalização do aborto, nós queremos  mais escolas, universidades, hospitais, empregos, comida para esse povo  tão sofrido do nosso Brasil, que a corrupção não tem deixado que seja feito. A verdadeira democracia  exige a liberdade e o direito à vida. Vamos todos juntos dizer um “não” bem grande para a ditadura do aborto. E abaixo a tirania dos projetos de leis que querem impedir a vida.

<< Vamos nestas eleições  DIZER UM SIM PELA VIDA na hora de votar >>.

Uma nota importante:

Lamentamos que pessoas da própria Igreja, como Padres e Bispos estejam boicotando o APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS assinado pelos Bispos responsáveis do Regional Sul-1 da CNBB. Lamentamos ainda mais o modo com que estão fazendo este boicote, ao  dizerem dentro das nossas Igrejas  que esta declaração assinada pelos Bispos  é um  DOCUMENTO FALSO, ou que ainda seja um modo de induzir o voto das pessoas. Não falam em orientar o voto, mas em induzir. Esta declaração do Regional Sul-1 não induz ninguem a nada contra niguém, mas orienta o povo a fazer a sua escolha certa em favor da vida para  não se deixar enganar por um Partido assumidamente Abortista, que nas épocas das eleições procura esconder DO POVO a  sua verdadeira identidade pró aborto.

O verdadeiro Bispo e o verdadeiro Sacerdote da Igreja Católica – é  aquele que esta debaixo das graças do Ano Sacerdotal – FIDELIDADE DE CRISTO, FIDELIDADE DO SACERDOTE – É O QUE TRABALHA COMO UM BOM PASTOR,  E CUIDA E CONDUZ  SUAS OVELHAS.

Agora, alguns  padres e bispos acharem que devam ficar com outras declarações “mais amenas” e não se comprometerem com o grau da declaração do Regional Sul-1 é uma coisa; mas dizerem publicamente que este documento do Regional Sul-1 é falso é  algo lastimável e gravíssimo,  inaceitável na conduta pastoral de  qualquer  padre ou  bispo. É um desrepeito publico contra a CNBB representada pelo Regional Sul 1.

 O padre que diz que este documento é falso esta mentindo diante de Deus.  E o Bispo também. Como não se respeitar um documento assinado pela Regional Sul-1 da CNBB e impedi-lo que chegue nas mãos dos católicos? O Regional da CNBB 1, ao fazer este documento junto com as Comissões Diocesanas da Vida não fala pela Igreja, não fala como Igreja de Cristo? E as assinaturas dos Bispos Dom Nelson Wrestrupp, scj, Dom Benedito Beni dos Santos e Dom Airton José dos Santos NÃO VALEM NADA? Estão valendo menos do que as declarações do Leonardo Boff em favor do PT?  

A única coisa positiva destes episódios onde padres e bispos boicotaram este  Documento do Regional CNBB-1 e claramente  estão se colocando  em favor do PT abortista, é que toda a divisão dentro da Igreja, que estava escondida, que ficava nas sombras, que se fingia não existir, agora  transpareceu, veio à  tona. E em tudo isso, mesmo que, ainda seja doloroso demais, podemos identificar como um grande Fruto do Ano Sacerdotal. Nada que denigra a Igreja, nada que manche o Evangelho de Cristo, nada que vá contra a dignidade do Sacerdócio ficará  mais escondido.

Em tempo: os nossos  grifos em vermelho são para lembrar o << RIO DE SANGUE DOS INOCENTES  NASCITUROS  ABORTADOS !! >>

 Na Semana Nacional da Vida do ano de 2010,  no dia de Santa Terezinha do menino Jesus !!!

Ernesto Peres de Mendonça – Comunidade Família de Deus – Servo do Coração Eucarístico de Jesus

Junto  com  o Regional Sul-1 da CNBB, E todas as pastorais da família, comissões diocesasnas em defesa da vida, legião de Maria, movimentos e novas comunidades que trabalham de maneira honesta pelo ANUNCIO DO  EVANGELHO DA VIDA.

 

Não ao aborto e aos Herodes de nosso tempo !


<< Muitas pessoas de boa vontade, inquietas e preocupadas com as eleições deste ano, sobretudo para Presidência da República, indagam-nos sobre algumas questões pertinentes:

1. Pode-se votar em candidatos que defendem o aborto, a união entre pessoas do mesmo sexo, a eutanásia, ou qualquer outra coisa contrária à moral cristã?

2. Existe alguma partido que defenda de forma clara o aborto, a união homossexual, a eutanásia, etc?

3. A Igreja apóia algum partido político?

Bem, comecemos do fim. A Santa Igreja, fundada por Nosso Senhor, tem a missão de anunciar o Reino dos Céus a todos os povos, a fim de que ““todos cheguem ao conhecimento da Verdade” (I Tm 2, 4) e possam salvar-se. Ao criar o homem a sua imagem e semelhança Deus Pai lhe infundiu no coração a sua Lei Divina como base para toda e qualquer lei humana, positiva, de forma que toda norma social Dela se originasse e a Ela convergisse .

Por isso, respondendo à primeira interrogação, não podemos eleger com nosso voto pessoas que não se alinham à Lei Suprema e Divina e que defendam posições contra a Lei de Deus, ou mais claramente, contra Deus. Votar em quem é a favor da legalização do aborto, quem defende e promove o reconhecimento da união entre pessoas do mesmo sexo, é colaborar com a paganização do Estado, que jamais pode ser laico, visto que deve ser regido por leis em perfeita harmonia com a Lei Divina Positiva. É o que chamamos de Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nos partidos políticos sempre há quem defenda uma moral contrária à moral cristã. Entretanto nenhum outro assumiu isso publicamente como o PT. Em suas declarações , documentos e práticas, fica bem claro o que ele pensa e para onde ele aponta

Vejamos os passos que o governo do PT tem dado em direção à legalização do Aborto no Brasil e demais atentados contra a moralidade cristã, que nos foi apresentado de forma sintética pelo D. Luiz Gonsaga Bergonzini, bispo da Diocese de Guarulhos, São Paulo:

“Aos 11 de abril de 2005, o governo Lula comprometeu-se a legalizar o aborto no Brasil, assinando o Segundo Relatório do Brasil sobre o Tratado de Direitos Civis e Políticos, apresentado ao Comitê de Direitos Humanos da ONU (nº 45) e, em agosto do mesmo ano, entregou ao Comitê da ONU para a eliminação de todas as formas de descriminalização contra mulher (CEDAW), documento no qual reconhece o aborto como Direito Humano da Mulher.

Em setembro de 2007, no seu IIIº Congresso Nacional, o PT assumiu a “descriminalização do aborto e a regulamentação do atendimento de todos os casos no serviço público, como programa de partido. E no dia 20 de fevereiro de 2010, no seu IVº Congresso Nacional, o PT manifestou “apoio incondicional” ao 3º Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3) editado pelo Presidente Lula, no final de 2009. O programa inclui entre outros temas, a defesa da descriminalização do aborto.

O PT puniu os deputados Luiz Bassuma e Henrique Afonso por se recusarem a assinar o PL (projeto de lei) que tornava livre a prática do aborto…

Mais recentemente, em 16 de julho de 2010 (no mês passado!!!), a Ministra Nilceia Freire, na linha da política do Senhor Presidente da República, propôs a liberação total do aborto em toda América Latina através do “Consenso de Brasília”.

Chamam a nossa atenção as propostas de governo da candidata à Presidência, que alteram a linguagem mas não alteram o conteúdo. Já apresentou três propostas de Governo, sendo que a segunda “maquia” a primeira, e a terceira “maquia” a segunda retirando tudo que pudesse deixar “transparecer” os objetivos de liberar o aborto, para não “prejudicar” sua candidatura. Há rumores de que, no próximo mês será anunciada uma “quarta” proposta…

Para evitar desgastes na campanha de sua candidata, o Sr. Presidente “engaveta decisões sobre temas polêmicos” (Cf. Estado de São Paulo – 06/08/2010 – A7). Contrariamente a todos estes “ajustes” que tentam mascarar a verdade, o Evangelho nos manda: “ O seu Sim, seja Sim. O seu Não, seja Não”.(MT 5,37). Sem subterfúgios, sem máscaras, para não esconder a verdade…”

(Cf. http://www.diocesedeguarulhos.org.br/miolo.asp?fs=menu&seq=705&gid=10 )

O que acabamos de ler é grave e requer de nós católicos posicionamento e radicalidade evangélica.

Ensina o Catecismo da Igreja que colaborar com o Pecado Grave, nem que seja por omissão é comete-lo também. O Aborto é pecado grave que brada aos céus por justiça. Votar em qualquer candidato que o apóia é ser réu diante de Deus, é ficar com as mãos sujas do sangue dos inocentes que será derramado mais ainda, se esta lei iníqua um dia for aprovada.

Ora, se o PT assume tais posições e luta por elas, não pode receber o nosso voto. A sua candidata é a Sra. Dilma Rousseff, logo também não pode receber o nosso voto.

Lembremo-nos do belo hino que um dia ecoou em nossas catedrais e praças: “ Levantai-vos soldados de Cristo! Sus correi! Sus voai à vitória!”

Defendamos a nossa fé! Defendamos a vida dos inocentes indefesos que está em nossas mãos! Defendamos a Família tão querida por Deus.

Não queiramos escutar, no dia do nosso julgamento aquelas palavras terríveis do Senhor:

“ Afastai-vos de Mim, vós que praticastes a iniqüidade” (Mt 25, 41) >>

 

Pe. Marcelo Tenório, Diocese de Campo Grande,  Mato Grosso do Sul

 

Vida Humana Internacional apoia Bispos da CNBB do Regional Sul 1

 

Vida Humana Internacional

Sección Hispana HUMAN LIFE INTERNATIONAL™ Hispanic Division

“En defensa de la vida, la fe y la familia en el mundo entero.”  “Defending Life, Faith & Family Around the World”

 

Lima, Perú 29 de septiembre de 2010.

Saludos en Cristo Jesús. Al cierre del Primer Encuentro Latinoamericano de Sacerdotes y Seminaristas por la Vida (REDESSVIDA) que se llevó a cabo en la ciudad de Lima, capital de la Republica del Perú, los sacerdotes procedentes de diferentes países y seminaristas del Perú aprobaron “La Declaración de Lima” que entre otras cosas apoya totalmente el apelo de la Comisión Episcopal Representativa del Consejo Episcopal Regional Sur1 – CNBB, del 26 de agosto pasado, donde insta a los ciudadanos brasileños y brasileñas para votar en las próximas elecciones por candidatos o candidatas y partidos que estén contrarios a la descriminalización del aborto.

También como una forma de mostrar su agradecimiento, los sacerdotes y seminaristas del Primer Encuentro de REDESSVIDA han aprobado la propuesta de que se organice el Primer Encuentro de Sacerdotes y Seminaristas por la Vida del Brasil (REDESSVIDA Brasil) en la ciudad de São Paulo los días 24 y 25 de marzo de 2011, y que se hagan las gestiones ante las autoridades eclesiásticas.

Nuestras oraciones están con usted y con todos los Obispos del Brasil que no tienen miedo decir la verdad en todo momento.

Rev. Padre Juan Carlos Chávez

Director Ejecutivo

REDESSVIDA

45 S.W. 71 Ave, Miami, FL, 33144, U.S.A. Tel: 305-260-0525 Fax: 305-260-0595 http://www.vidahumana.org

REDESSVIDA – Red Latinoamericana de Sacerdotes y Seminaristas por la Vida : redessvida@gmail.com
HUMAN LIFE INTERNATIONAL
 
 PRESIDENTE/PRESIDENT

Mons. Ignacio Barreiro STD

Vida Humana Internacional 
 Sección Hispana para EE.UU. y Países Hispanos / Hispanic Division

 DIRECTORA /DIRECTOR

 Sra./Mrs. Magaly Llaguno

DIRECTOR DE COORDINACIÓN, L.A. 
 

L.A. REGIONAL COORDINATOR

ING. MARIO ROJAS

 DIRECTOR EJECUTIVO DE REDESSVIDA/EXECUTIVE DIRECTOR REDESSVIDA

Padre/Father Juan Carlos Chávez

ORGANIZACIONES AFILIADAS EN LOS PAISES HISPANOS/AFFILIATES IN HISPANIC COUNTRIES

Argentina

 Acción por la Vida y la Familia

 Asociación Pro Familia

Bolivia
 ANE Provida

 Fundación Vida y Salud

Brasil/Brazil
 Associãçao Nacional Pró-Vida e Pró-Família
 
Chile
 Movimiento Anónimo por la Vida
 
Colombia
 Fundación Cultura de la Vida Humana
 
Costa Rica
 ADEVI – Asociación Defensa de la Vida
 
Cuba
 Pro Vida Cuba
 
Ecuador
 Fundación Acción Provida
 
El Salvador
 Fundación Sí a la Vida
 
España/Spain
 Asociación Evangelium Vitae
 
Guatemala
 Asociación Vida y Dignidad Humana
 
México
 Federación Cultura de la Vida

 Centro de Ayuda para la Mujer Latinoamericana A.C.

 Instituto para la Rehabilitación de la Mujer y la Familia, A.C. (I.R.M.A.)

Nicaragua
 ANPROVIDA – Asociación Nicaragüense por la Vida
 
Panamá
 Fundación Ofrece un Hogar

 Fundación Vida y Familia

Paraguay
 SEAVI – Servicio de Amor y Vida

 Instituto Tomás Moro

Perú
 CEPROFARENA – Centro de Promoción Familiar y Regulación Natural de la Natalidad.
 
Puerto Rico
 Centro Guadalupe Vida y Familia
 
Uruguay
Asociación Esperanza Uruguay
 

Você pode dar um voto pela vida.

 

Esta em suas mãos !

A grande maioria do povo brasileiro é radicalmente contra o aborto e sua legalização, entendendo que esta prática é um homicídio e um atentado contra o direito fundamental à vida.
 
Existem grandes interesses internacionais que promovem a cultura da morte na América Latina.

Os candidatos e os partidos que se aliam a estes interesses ocultam, em épocas de eleições, seus vínculos com a promoção do aborto e da Cultura da Morte.

Voto pela Vida pretende orientar os eleitores brasileiros apontando os partidos e os candidatos comprometidos com a promoção do aborto no Brasil.

 

 Para saber mais acesse: http://www.votopelavida.com/

 

Pe. Berardo Graz: Toda a Verdade sobre o aborto

Repasse este vídeo à todas as pastorais e às novas comunidades  e  movimentos. PARA QUE TODOS JUNTOS – COMO IGREJA QUE SOMOS – POSSAMOS FAZER UM GRANDE MUTIRÃO EM FAVOR DA VIDA CONTRA O ABORTO.  Pe. Berardo Gras nos oferece um esclarecimento bem claro e profundo  sobre a questão da legalização do aborto no Brasil. Precisamos multiplicar ao máximo estas informações – com urgência – estamos há uma semana das eleições !

Que ninguem se omita NESTA GRANDE LUTA PELA VIDA  como nos diz o Pe. Berardo – O PADRE PELA VIDA !!! 

Pedimos a ajuda do Coração transpassado de Cristo  e do Coração Imaculado de Maria !  

Dom Luiz Gonzaga Bergonzini fala aos Brasileiros

Nossos Bispos estão sendo claros, estão sendo Pastores de verdade e PASTORES DA VERDADE. Dando todos os esclarecimentos para que os católicos e todas as pessoas de boa vontade –  MAIS DE  80% DO POVO BRASILEIRO É CONTRA O ABORTO – não se deixem enganar com mentiras e nem mesmo  por outros católicos, mesmo que sejam Padres,  Bispos,  Comunidades e seus  apresentadores de programas – como é o caso da Canção Nova com os seus candidatos Gabriel Chalita e Miryan Rios –   que venham falar ao contrário do que os srs. Bispos estão falando EM FAVOR DA VIDA CONTRA O PT E SEUS CANDIDATOS  ABORTISTAS.  E cheguem  a apoiar o PT, a Dilma e a Marta como infelizmente estamos vendo acontecer. 

<<  O VERDADEIRO VOTO CATÓLCIO É O VOTO PELA VIDA >>

 

Dom Emílio: O Papel decisivo de todo o Católico em favor da Vida !

Não deixe de ouvir estas palavras cheias de sabedoria e zêlo pastoral do nosso querido Bispo emérito Dom Emílio Pignoli. Elas nos ajudam a termos consicência do NOSSO PAPEL DECISIVO COMO CATÓLICOS NESTAS ELEIÇÕES EM VOTARMOS EM FAVOR DA VIDA!

O seu voto e também a sua ajuda em divulgar a Nota do Regional Sul-1 da CNBB – APELO A TODOS OS BRASILEIROS E BRASILEIRAS – é muito importante e decisiva nesta última semana que antecede as eleições.

 NÃO SE DEIXE ENGANAR

<<   QUEM PODE DIZER QUE É DE CRISTO E AO MESMO TEMPO APOIAR CANDIDATOS E PARTIDOS ABORTISTAS ?!  O ABORTO É CONTRA JESUS    >>